Os surtos de Influenza Aviária registrados em diferentes continentes no primeiro semestre de 2012 também serão discutidos no XXIV Congresso Mundial de Avicultura, junto com outros assuntos de grande importância para a saúde aviária, como Biosseguridade, Doenças Emergentes e Controle Oficial das Enfermidades Avícolas.

 
Uma oportunidade imperdível para todos os técnicos brasileiros, sanitaristas e assessores envolvidos com esta área, conforme aponta o Diretor de Eventos da FACTA (Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas), Dr. Paulo Martins.
 
De acordo com a Oficina Internacional de Epizootias, somente nos primeiros seis meses deste ano foram notificados surtos de IAAP (Influenza Aviária de Alta Patogenicidade) produzidos pelo vírus H5N1 em treze países da Ásia; um surto produzido pelo sorotipo H7N3 em um país da América do Norte (México) e um surto produzido pelo sorotipo H7N1 em um país da África (África do Sul).
 
“Estes dados mostram que a doença continua a ser uma ameaça à avicultura do planeta. O WPC 2012 permitirá o debate, trocas de informação e a busca de ferramentas para prevenção, monitoria e controle do problema, já que reunirá diversos especialistas em Influenza Aviária”, afirma Martins. Estarão presentes a Dra. Carol Cardona, da Universidade de Minnesota, EUA; Dr. David Swayne, do Southeast Poultry Research Laboratory, EUA; Dr. David M. Castellan, da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação da Tailândia e o Prof. Paulo Lourenço, da Universidade Federal de Uberlândia, Brasil.
 
Os interessados em participar deste evento que é considerado o maior do setor em todo o mundo podem ser inscrever durante o WPC 2012 que será realizado entre os dias 5 e 9 de agosto no Centro de Convenções da Bahia, em Salvador, Brasil. Para mais informações, acesse www.wpc2012.com.
 
Fonte: Agrolink com informações de assessoria / Aveworld