Recentemente a Associação Brasileira de Reciclagem Animal –ABRA recebeu do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA a excelente notícia enviada pelo  Departamento de Saúde Animal do Vietnã de que o mercado vietnamita está reaberto às exportações de farinhas e gorduras de origem animal brasileira.

 
O embargo vietnamita às exportações de farinhas e gorduras de origem animal teve inicio em dezembro de 2012, quando houve a divulgação da BSE atípica brasileira.
 
 
Após este ocorrido foram inúmeras reuniões com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento-MAPA, com o Ministério das Relações Exteriores-MRE, com a Agência Brasileira de Promoção das Exportações e de Investimentos, APEX-Brasil, onde definimos e enviamos todas as explicações do ocorrido, ressaltando que com a publicação da oficial da Organização Mundial de Saúde Animal-OIE (em inglês World Organization for Animal Health) mantendo o status brasileiro como risco insignificante para BSE, e não fazia sentido o Vitenã manter o embargo.
 
 
Além disso, outras duas ações foram importantíssimas para a reabertura daquele mercado, sendo uma a missão a Hanoi, capital do Vietnã, realizada pela ABRA em setembro de 2013, na qual se reuniu com o Diretor do Departamento de saúde animal do Vietnã o Sr. Pham Van Dong-Heard que se colocou a disposição das autoridades sanitárias do Brasil para reformular o certificado de exportação.  
 
 
A outra ação foi a reunião realizada dentro da reunião anual da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) que ocorreu entre os dias 04 a 06 de dezembro de 2013, em Foz do Iguaçu-PR, na qual a ABRA esteve representada pelo Sr. Rodrigo Sória e Sr. Charbel Sírio da empresa associada A & R Nutrição Animal. A foto à direita foi registrada durante a reunião na OIE com participação dos Srs. Rodrigo Sória, Diretor da A & R Nutrição Animal, Sr. Daniel Gonçalves Superintendente da SFA-PR/MAPA, Sr. Guilherme Marques, Diretor da DSA/MAPA e Delegado brasileiro na OIE, Sr. Pham Van Dong-Heard Diretor do Departamento de Saúde Animal do Vietnã, Sr. Rodrigo Figueiredo Secretário da SDA/ MAPA, Sr. Xing Ling do Departamento de Saúde Animal do Vietnã e o Sr. Charbel Syrio Diretor da A&R Nutrição Animal.
 
 
 
 
Exportações
 
 
Em 2011, as exportações brasileiras de farinhas e gorduras de origem animal somaram um total de mais de 59 mil toneladas gerando aproximadamente uma receita de 45 milhões de reais, sendo que 40% deste total, teve como destino o Vitenã. Em 2012 houve um crescimento aproximadamente de 35% no volume exportado, que somaram mais 88 mil toneladas, e um crescimento de 100% em receita que fechou em mais de 90 milhões de reais, sendo o Vietnã o ator principal neste quadro, sendo responsável por mais de 45% do volume total exportado.
 
 
Os números mostram claramente a importância do Vietnã para as exportações do setor e para o Brasil. Ainda não concluímos o fechamento dos dados de 2013, mas com certeza haverá um impacto significante nas exportações brasileira de farinhas e gorduras de origem animal, devido ao embargo, mas como buscamos outros mercados acreditamos que tenhamos conseguido amenizar as perdas, afirmou Sr. Clênio Gonçalves, Presidente da ABRA. E com a reabertura do mercado vietnamita e de outros mercados que estamos buscando, como China e Tailândia, teremos um potencial de crescimento muito interessante, podendo ultrapassar 50% em volume e em 100% em receita, principalmente com o dólar favorável, conclui Sr. Gonçalves.