As exigências por boa qualidade da carne no Brasil estão cada vez maiores, tanto do consumidor final, quanto do próprio mercado, que vem se adequando a normas internacionais. As primícias para uma boa qualidade são os cuidado com a limpeza e a desinfecção para evitar a contaminação dos alimentos. Tanto na avicultura quanto na suinocultura, o uso do ácido peracético está ganhando a preferência dos produtores brasileiros, seguindo uma tendência do mercado internacional. No Brasil, o Voxilon é destaque no mercado pelo alto poder de sanitização. 
O ácido peracético não está presente apenas nos cuidados coma criação de animais: já ganhou outros setores pela eficácia como desinfetante. Na produção de hortifrutícolas tem sido não só eficaz, mas também já é considerado indispensável para garantir a qualidade exigida para o mercado internacional. Sem deixar quaisquer resíduos tóxicos, seja nos produtos, nos equipamentos, o Havoxil, que é distribuído no Brasil pela Prevent, é próprio para desinfetar e não comprometer o processo de exportação. Além disse o, é também garantia de segurança para os consumidores finais.  “A ação do Havoxil impede até mesmo geração de formas resistentes de microrganismos. Ele é muito seguro e não apresenta alterações organolépticas”, explica Ari Almeida, veterinário e diretor da Prevent.
 
Fonte: Suinocultura Industrial