Novidade neste Plano Safra é a criação de uma linha de crédito específica para atender a suinocultura, além da ampliação dos limites de custeio e comercialização para a pecuária de corte e leite, a caprinocultura e ovinocultura. Para suinocultura a linha subsidiará a retenção de matrizes, com limite por produtor de até R$ 1,2 milhão e prazo de pagamento de até 2 anos, sob juros de 5,5% ao ano.
Fonte: Gazeta Digital