A Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs) divulgou que o preço médio do quilo do suíno vivo avançou R$ 0,03 na semana encerrada na terça-feira (23), alcançando R$ 3,09. O valor é o maior do ano, segundo a associação.

O preço mínimo pago pelo quilo do suíno vivo subiu para R$ 3,02 (ante R$ 2,98 na semana anterior) e o máximo avançou para R$ 3,27 (ante R$ 3,21). A cotação do produto na agroindústria está entre R$ 2,50 e R$ 2,60. A estimativa de custos de produção segue na casa de R$ 3,00.
No caso dos insumos, a tonelada do farelo de soja paga à vista teve preço médio de R$ 1,14 mil, ante R$ 1,2 mil na semana anterior. Com apenas três criadores indicando compra de milho na última semana, a saca de 60 quilos do cereal voltou a ultrapassar R$ 30, sendo negociada, em média, a R$ 32,67 (ante R$ 29,93 na semana anterior).
Fonte: G1