Apesar da maior competitividade do óleo de soja frente ao sebo bovino, no que diz respeito à produção de biodiesel, o preço do sebo ficou estável na última semana
 
As condições climáticas desfavoráveis na Argentina afetaram o preço da soja e, consequentemente dos subprodutos no mercado internacional. Com isso, a pressão baixista sobre a cotação da gordura animal diminuiu. No Brasil Central o sebo está cotado, em média, em R$2,15/kg, sem o frete, livre de imposto. Já no Rio Grande do Sul o produto está cotado, em média, em R$2,25/kg, nas mesmas condições. Para o curto prazo, a expectativa é de que a oferta regulada à demanda mantenha os preços estáveis.
 
Fonte: SCOT CONSULTORIA