O treinamento foi realizado em Curitiba. O curso prepara profissionais que atuam na reciclagem animal a implantar o programa de fabricação higiênica de farinhas e gorduras animais  ABRA que  Aqui Tem Qualidade. O treinamento apresentou desde conceitos sobre microbiologia voltada para reciclagem animal, construção de equipamentos e estruturas higiênicas, programa de monitoria  microbiológica e as ferramentas para se implantar uma Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) na fábrica. 
 
Participaram do treinamento profissionais da cadeia de produção e consumidores de farinhas e gorduras de origem animal. É um processo intensivo de treinamento, desde microbiologia, identificação de Hot Spots, até análise de pontos críticos do processo na prática. Dentro deste programa uma troca de experiência entre consumidores e fabricantes que fortalece toda a cadeia produtiva com sustentabilidade. A especialista em ingredientes da Nestlé Purina PetCare  Carolina Junqueira, participou do treinamento. Ela destacou a importância de ampliar o conhecimento desta área que está em plena expansão.  Carolina faz auditorias nos fornecedores de matéria prima para ração. O  treinamento facilita esse trabalho  de ir direto nos pontos considerados críticos, onde um erro no processo pode comprometer o produto final.  O curso deixou claro o que pode ser exigido dos clientes quando se fala em qualidade e segurança na fabricação. A especialista em ingredientes aprovou a didática utilizada no treinamento da Associação Brasileira de Reciclagem Animal. O coordenador de assuntos regulatórios e qualidade do Sindirações, Sindicato das Indústrias de Rações  Bruno  Caputi, também participou do treinamento. O sindicato com 150 associados representa a indústria de alimentação animal. O treinamento serviu principalmente para entender quais são os padrões de qualidade e segurança que o mercado exige e que as empresas podem cobrar dos fornecedores. Conhecer e estar preparado para melhorar os processos dentro da cadeia torna o crescimento do setor mais sólido.  Ele destacou que o mais importante é  atender as exigências para garantir a credibilidade no mercado. Bruno Caputi parabenizou a ABRA pelo programa de treinamento que  anda junto  com as regras do Ministério da Agricultura, mantém o  acompanhamento da regulamentação do setor. A ABRA prevê uma nova turma para novembro próximo e que deverá acontecer em Brasilia, DF.