O setor agropecuário foi o destaque econômico do segundo trimestre do ano. O setor cresceu 3,9% em relação aos primeiros três meses do ano, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta sexta-feira, 30 de agosto. Indústria e serviços também apresentaram altas no período, de 2% e 0,8%, respectivamente.

Em relação ao segundo trimestr do ano passado, o aumento do PIB agropecuário foi de 13%. O resultado é explicado pelo desempenho de cultivos que possuem safra relevante no 2º trimestre, apresentando crescimento nas estimativas de produção anual. É o caso, por exemplo, da soja (23,7%), do milho (12,2%), do feijão (8,4%) e do arroz (2,9%).

Já na comparação entre o primeiro semestre de 2013 com igual período do ano passado, o resultado é ainda mais expressivo, o melhor já registrado pela economia do campo. A alta foi de 14,7%, a maior taxa já registrada pelo IBGE desde 1996.

“Estamos vivenciando provavelmente um dos melhores momentos da agropecuária do país. Com o crescimento dos investimentos no campo – o que tem gerado maior produtividade nas lavouras – e a abertura de novos mercados, o setor tem garantido tanto o abastecimento interno do país quanto o aumento das exportações de alimentos”, explicou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Andrade.

O desempenho da balança comercial do agronegócio este ano tem sido fundamental para os resultados positivos do setor. As vendas destinadas ao mercado internacional nos primeiros seis meses de 2013 somaram US$ 49,57 bilhões, alta de 10,7% em relação a mesmo período de 2012. Em valor, os principais produtos são os do complexo soja (US$ 17,3 bilhões), de carnes (US$ 8,13 bilhões) e do complexo sucroalcooleiro (US$ 6,2 bilhões).
 
Fonte: MAPA