As valorizações prevalecem no setor de consumo. Há pouco, o Icon, índice que mede o desempenho dos papéis no segmento, avançava 0,25%, aos 1.901,37 pontos.
  
Um dos destaques era a BRF Brasil Foods (BRFS3), que valorizava hoje 2,42%,  a R$ 31,25. Também operam em alta os papéis da JBS (JBSS3; 0,7%, a R$ 5,69) e da M. Dias Branco (MDIA3; 0,46%, a R$ 57,99). No sentido oposto, as ações da Marfrig caem 0,22%, a R$ 8,90.
   
Na indústria de bebidas, as ações da maior companhia do segmento no País, AmBev (AMBV4) recuam 0,70%, a R$ 76,16. 

Na indústria de medicamento, higiene e beleza, as ações da Hypermarcas (HYPE3) operam com retração de 0,25%, a R$ 11,72. No sentido contrário, os papéis da Brazil Pharma (BPHA3) valorizam 3,09%, a R$ 10,65. Na área de serviços de saúde, as ações da Diagnósticos da América (DASA3) recuavam 3,13%, a R$ 13,27.
   
No segmento de educação, as ações da Anhanguera (AEDU3) valorizavam 2,43%, a R$ 24,78, e as units da Kroton (KROT11) caíam 0,24%, a R$ 28,52. Os papéis da Estácio Participações (ESTC3) caíam 1,28%, a R$ 23,79.

Com alta, operam as ações da Souza Cruz (CRUZ3), da indústria do tabaco, subindo 1,98%, a R$ 27,75. As ações da Localiza (RENT3), da área de locaçãode automóveis, caía 0,47%, a R$ 29,61. Os papéis da Multiplus (MPLU3) recuavam 1,83%, a R$ 47,55.
  
No mercado internacional, os American Depositary Receipts (ADRs, recibos de ação de empresas estrangeiras negociados na Bolsa de Valores de Nova York) da BRF subiam 1,34%, a US$ 15,12. Os ADRs ligados as ações preferenciais da AmBev (ABV) operavam em queda de 0,86%, a US$ 36,63, e os relacionados às ações ordinárias da companhia (ABV_C) retraíam 0,66%, a US$ 29,72.
Fonte: Avicultura Industrial