Skip to main content

As novas ocorrências de gripe aviária em polos na Europa e na Ásia colocaram o setor avícola internacional em estado de atenção, diz o presidente executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra.
A entidade produziu um protocolo de orientação aos seus associados para intensificar os controles de visitas e missões às unidades produtoras. Também criou um grupo de trabalho para tratar da intensificação das medidas preventivas.
De acordo Turra, alguns mercados estão retraindo importações de regiões com registros da doença. “É o caso dos Emirados Árabes Unidos, que suspenderam temporariamente a importação de produtos de aves de regiões afetas de países como Áustria e Hungria. A África do Sul também tem suspendido embarques”.
Segundo a entidade, só em novembro, diversos países registraram focos da enfermidade como Áustria, Croácia, Dinamarca, Israel, Alemanha, Hungria, Holanda, Polônia, Suécia, Suíça, Coreia do Sul, Japão e Rússia. Nesta semana, a França informou um novo caso em seu território à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), responsável por mapear os episódios.
 
Fonte: Valor Econômico