Se vai ser respeitado é outra história. Mas pelo menos o novo acordo da Organização Mundial de Comércio (OMC) firmado por 159 países em Bali, Indonésia, na semana passada específica alguns novos quesitos a serem atendidos por países importadores de bens perecíveis – o que inclui, naturalmente, as carnes.

Um desses quesitos, por exemplo, abre a possibilidade ao país exportador de solicitar uma segunda prova (em laboratório previamente identificado) quando o país importador impuser algum tipo de embargo ao produto importado alegando risco sanitário.

Há muitos outros itens do máximo interesse dos exportadores nas 29 páginas do acordo, disponível na página da OMC na internet. Clique aquipara acessá-lo.
  
Fonte: Avisite