Os técnicos chilenos encerraram na última quinta-feira, 16 de agosto, o ciclo de inspeções nas indústrias de farinha e gordura de origem animal. A Missão Chilena tem o objetivo de renovar e habilitar novas plantas para a exportação desses produtos para o Chile.
 
A Missão foi organizada pela Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA. A missão foi dividida em dois roteiros para que acontecesse simultaneamente nas 17 indústrias que receberam os técnicos.
 
Na primeira semana foram vistoriadas oito empresas, localizadas no Rio Grande do Sul, Paraná, e Mato Grosso do Sul. O Grupo Gonçalves e Tortola – GTFoods Group, que busca habilitação de mais um planta para exportação receberam os técnicos na primeira semana. O grupo já exporta farinhas e gorduras originadas do abate de aves para o mercado chileno desde 2006.
 
Para a Sra. Ana Isabel, responsável pelo acompanhamento da inspeção diz que serão necessárias algumas adequações para atender o mercado Chileno, que considera como bastante criterioso. A Sra. Ana Isabel também avaliou o trabalho da ABRA na organização da Missão como fundamental para o bom funcionamento. “O trabalho da Abra foi de extrema importância, nos orientando e passando todas as informações necessárias desde o início do processo. Passaram-nos informativos e nos deram suporte para que tudo ocorresse de forma tranquila” diz.
 
Na segunda semana foram visitadas nove empresas. Dessas, quatro são associadas da ABRA. O grupo Fuga Couros recebeu os técnicos em sua unidade em Dirce Reis em São Paulo, na indústria Sebo Jales. Eles buscam a habilitação da planta para exportação de farinha de carne e ossos, farinha de sangue e para o sebo de bovinos. O gerente administrativo da planta, Sr. Adriano César Colombo, diz que algumas adequações serão feitas para atender a legislação Chilena.
 
O Sr. Adriano ressaltou o trabalho da ABRA na organização da Missão. “O trabalho da ABRA foi muito útil. Nós fomos orientados, tivemos informações e principalmente, acompanhamento” destaca.
 
Já a unidade da Indústria de Rações Patense Ltda, busca a reabilitação. O Sr. José Eduardo Borges Malheiro considera o mercado de exportação chileno muito importante por ser um grande consumidor das farinhas e gorduras animais. Para ele o trabalho da ABRA “Foi um trabalho muito bem executado e organizado. Tivemos todas as informações necessárias, nos ajudou muito na busca das adequações às exigências desse mercado.
 
Ao todo foram visitadas 17 indústrias. Hoje os representantes da ABRA, os técnicos chilenos e representantes do Ministério da Agricultura se reuniram para fazer um balanço da Missão no Brasil.
 
Confira as fotos das visitas em algumas indústrias:  https://www.abra.ind.br/views/fotosdetalhada.php?id=23