O Irã havia embargado a carne bovina do MT em maio deste ano devido à constatação do caso atípico de vaca louca no estado. “O trabalho rápido do serviço veterinário oficial do Brasil, demonstrou que o animal identificado foi caso isolado e não representou risco algum para a sanidade animal e à saúde pública”, explicou o ministro brasileiro. Nos outros estados as exportações de carne para o país não foram interrompidas. Neste ano, até o momento foram exportados 52 milhões de quilos de carne bovina para o Irá, num total de US$ 238 milhões.

Durante a reunião, Neri Geller entregou para as autoridades do Iranian Veterinerian Office (Escritório veterinário Iraniano) propostas de certificados sanitários internacionais que poderão abrir mercado para aquele país de bovinos vivos, ovos férteis e material genético bovino.

Outro resultado do encontro foi o acerto entre os ministros para a criação de um grupo de trabalho que irá discutir a cooperação na área agrícola entre os dois países. Além de carne bovina, o Brasil exporta soja e carne de frango para os iranianos.
 
Fonte: Ministério da Agricultura