O Serviço de Saúde, Inspeção e Fiscalização Animal (Sifisa) da Superintendência Federal de Agricultura (SFA/RN), atendendo convocação do Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), participou em Brasília de uma reunião para avaliação do Plano de Ação do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn). O plano foi recomendado na recente auditoria realizada pelo DAS, para que o Rio Grande do Norte possa avançar para a realização do inquérito soroepidemiológico, com vistas ao status sanitário de “livre, com vacinação” no Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA).
 
Coordenada pelo diretor do DSA, Guilherme Henrique Marques, a reunião contou com a participação do coordenador nacional do PNEFA, Plínio Leite Lopes, do fiscal federal agropecuário do Sifisa/SFA/RN, Eleu de Oliveira Pereira, e da diretora de Saúde Animal do Idiarn, Fabiana Lo Tierzo. De acordo com Eleu, a reunião tratou basicamente dos itens relacionados ao Plano de Ação elaborado pelo Idiarn,  os quais contêm medidas necessárias para o restabelecimento de atuação do Idiarn em  relação à erradicação da Febre Aftosa no Estado.
 
O Plano de Ação foi aprovado, segundo Eleu, embora tenha necessidade de alguns ajustes quanto às questões estruturais, técnicas e de prazos para serem realizadas. Para o fiscal federal agropecuário do SIFISA, de todos os itens avaliados, alguns foram considerados como prioritários. Por exemplo: ampliação do número de Unidades Locais de Saúde Animal e Vegetal (Ulsav) de 17 para 18, até dezembro 2013; autorização de concurso público para fiscais e agentes agropecuários estaduais até outubro de 2013; estabelecimento de  procedimento padrão nos escritórios de atendimento à comunidade (Emater e Prefeituras) até dezembro 2012, além de melhoria e ampliação do sistema de comunicação digital até abril de 2013, como também a implantação do plano de capacitação de servidores e a implementação de medidas para autonomia financeira do Idiarn.
 
Na reunião em Brasília foram estabelecidas outras medidas, tais como a atualização da legislação até junho de 2013, o procedimento padrão na abertura e inativação de cadastros de propriedades rurais no Estado, e ainda a implantação do projeto de educação sanitária. A aprovação desse Plano de Ação vai permitir que o estado caminhe para uma nova classificação no PNEFA, para “área livre, com vacinação.”
 
Fonte: MAPA