A Minerva Foods teve um prejuízo líquido de R$ 446,1 milhões no terceiro trimestre de 2015, afetada pelo impacto da desvalorização cambial na dívida denominada em dólar, segundo informações divulgadas na noite de terça-feira (10). 
A despesa com variação cambial na dívida em moeda estrangeira no terceiro trimestre somou R$ 640 milhões. 
Apesar do prejuízo líquido, a receita líquida da empresa subiu 32,3%, para R$ 2,4 bilhões, valor recorde e resultado do melhor desempenho nas vendas externas de seus produtos. 
As exportações no terceiro trimestre foram responsáveis por 76% da receita consolidada da companhia, sendo que as vendas externas de carne in natura cresceram 62% em relação ao mesmo período de 2014. 
“O bom resultado desta divisão se deu através da consolidação das aquisições realizadas em 2014, do início da operação na Colômbia e da desvalorização do real em relação ao dólar norte-americano”, informou a Minerva em comunicado. 
A receita bruta da empresa no mercado externo somou R$ 1,9 bilhão no terceiro trimestre, aumento de 55,2% na comparação anual. Já no mercado interno, a Minerva teve uma redução de 12,8% na receita bruta, para R$ 611,8 milhões, impactada pela redução do consumo das famílias num cenário econômico desfavorável. 
A empresa destacou que o volume de carne in natura vendida no mercado interno retraiu aproximadamente 30% na comparação com o terceiro trimestre de 2014. Já o preço médio em reais subiu 27,2%, reflexo do repasse da alta do preço do gado, do ajuste no abate da indústria, do mix de vendas e da estratégia da companhia na escolha de melhores canais de distribuição. 
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) subiu 56,4% em relação ao terceiro trimestre de 2014, para R$ 278,2 milhões. Já a margem Ebitda subiu para 11,7%, ante 9,7% ao final do segundo trimestre
 
Fonte: Carnetec