As altas temperaturas e o clima seco em parte de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Paraná têm reduzido o ritmo de plantio da segunda safra de milho, segundo informações do Cepea. Esse cenário, combinado às altas nos preços externos e à valorização do dólar frente ao Real, tem elevado as cotações domésticas na média das regiões acompanhadas pelo Cepea.
 
De modo geral, ainda há incertezas quanto ao impacto do clima sobre a temporada brasileira. Entre 31 de janeiro e 10 de fevereiro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, referente à região de Campinas (SP), reagiu fortes 6,45%, fechando a R$ 28,37/saca de 60 kg ontem. Se considerados os negócios também em Campinas, mas cujos prazos de pagamento são descontados pela taxa de desconto NPR, o preço médio à vista foi de R$ 27,96/sc de 60 kg na segunda, com expressiva alta de 6,6% na parcial de fevereiro.
 
 
Fonte:  Cepea/Esalq