Skip to main content

O México informou um surto de H7N3, de alta patogenicidade, da gripe aviária em uma fazenda comercial no estado de Jalisco, à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) nesta quinta-feira (04/05).
O vírus foi detectado entre galinhas poedeiras em um plantel de 15 mil aves que foram vacinadas e não mostraram sinais clínicos de doença, disse a OIE na notificação.
A fazenda, localizada na cidade de Tepatitlán de Morelos, está sob quarentena e as aves foram enviadas para serem sacrificadas perto do local, disse que a OIE.
"A descoberta ocorreu na mesma área onde o vírus foi detectado em 2012 e faz parte das ações de vigilância epidemiológica ativa é realizada para libertar o país da Influenza Aviária de Alta Patogenicidade H7N3", disse o Serviço Nacional de Saúde, Segurança e Qualidade Alimentar (SENASICA) do México.
O país latino-americano, grande exportador de carne de frango, relatou um surto de H7N3 em junho de 2012, causou mais de seis milhões de galinhas de ovos, que foram abatidas.
 
Fonte: Avicultura Industrial com informações Reuters