A redução de custos com energia e a desoneração da folha de pagamento, anunciadas pelo governo federal, devem ajudar o setor de aves a recuperar competitividade. "Acho uma medida bem importante e que a gente vinha pedindo já faz algum tempo. Essas medidas ajudam a recuperar a competitividade perdida com o aumento dos custos com mão de obra", afirma José Antonio Fay, presidente da BRF Brasil Foods, companhia oriunda da fusão entre Sadia e Perdigão, durante evento São Paulo.

    
Segundo Fay, ainda não é possível mensurar quais os ganhos com a desoneração. "A gente ainda não tem como saber o quanto economizaremos, porque ainda não há um texto com todos os detalhes de como vai funcionar para cada caso", afirma. As informações partem da Agência CMA.
 
PROTECIONISMO É UMA DUPLA PERDA
 
O protecionismo da indústria brasileira é um erro na visão do executivo José Antonio Fay, presidente da BRF Brasil Foods, companhia oriunda da fusão entre Sadia e Perdigão. "Uma barreira que se levanta nunca é unilateral, porque você protege uma indústria internamente e expõe externamente. Acaba sendo uma dupla perda: nas exportações e dentro do País tenta proteger o que não é eficiente", afirma o executivo, durante o Exame Fórum – O Brasil e as empresas brasileiras no novo cenário mundial. 
 
"Se o País se tornar muito protecionista, a reação é o protecionismo de outros países. Hoje, acho que o mundo não permite grandes barreiras", diz.
 
Fonte:  Agência CMA