A Marfrig, uma das maiores processadoras de proteína animal do Brasil, alcançou a primeira posição no ranking global de empresas de alimentos embalados e carnes no relatório anual da Forest Footprint Disclosure, que avaliou o impacto das atividades produtivas sobre as florestas tropicais de 100 companhias de todo o mundo.

 
Organizado pela Global Canopy Programme, entidade que reúne mais de 30 instituições científicas de todo o mundo, o estudo contou com o apoio do governo britânico e de 77 instituições financeiras, segundo informações do frigorífico brasileiro.
 
“A Marfrig havia se destacado no relatório anterior como a companhia que mais avançou e agora temos a comprovação que a implementação da nossa estratégia de sustentabilidade está trazendo bons resultados”, afirmou, em comunicado, o diretor de sustentabilidade da companhia, Clever Avila.
 
Fonte:  Valor Econômico