O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) espera para este ano a abertura dos mercados da Arábia Saudita, para a carne bovina, do Canadá, para a carne bovina in natura, e da Coreia do Sul, para a carne suína, segundo a secretária de Relações Internacionais do Agronegócio, Tatiana Palermo. Tatiana falou sobre essa perspectiva durante audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio Exterior da Câmara dos Deputados na quinta-feira (27), na qual foi discutida a participação do agronegócio nas exportações brasileiras, informou o Mapa em nota.
 
“No primeiro semestre, conseguimos abrir vários mercados importantes”, disse Tatiana, ao mencionar Estados Unidos e China. “Só nos primeiros 45 dias após a reabertura do mercado chinês, exportamos 15 mil toneladas de carne bovina. É uma verdadeira batalha que teve resultado positivo.” As aberturas de mercado para a carne bovina brasileira realizadas neste ano não foram suficientes para reverter o cenário de queda de 15% nas exportações do produto até julho, na comparação com o ano passado.
 
A expectativa do setor é conseguir recuperação até o fim do ano para manter os volumes de 2014. O diretor executivo da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), Fernando Sampaio, disse à CarneTec na semana passada que o setor espera uma resposta da Arábia Saudita agora que terminou o feriado do Ramadã. Além disso, é esperada para este ano a visita de técnicos sanitários japoneses para que possa ocorrer a retirada do embargo pelo país no futuro.
 
Fonte:  CarneTec