A JBS confirmou ontem a intenção de adquirir os ativos do Grupo Independência, por R$ 268 milhões, conforme antecipou reportagem do Valor. Por meio de um comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a maior empresa de proteína animal do mundo informou ao mercado que enviou uma proposta não vinculante pelos ativos da companhia em processo de recuperação judicial desde 2009.

A proposta prevê o pagamento de R$ 135 milhões em ações da JBS, ao valor de R$ 7,91 por ação, e mais R$ 133 milhões em dinheiro. A multinacional sustentou que não vai assumir "qualquer outra contingência financeira, fiscal e trabalhista do Grupo Independência, sendo o valor de R$ 268 milhões a totalidade da proposta para os ativos livres e desembaraçados de quaisquer ônus".

A oferta – que ainda precisa ser aprovada pelos credores do Independência – engloba quatro plantas frigoríficas, localizadas em Nova Andradina (MS), Campo Grande (MS), Senador Canedo (GO) e Rolim de Moura (RO), dois curtumes, em Nova Andradina e Colorado D’Oeste (RO), e dois centros de distribuição e armazéns, em Cajamar (SP) e Santos (SP), além das marcas pertencentes ao grupo.

O Valor apurou que os quatro frigoríficos possuem capacidade total para abater 3,5 mil cabeças por dia, o que significaria um aumento de mais 10% na capacidade atual da JBS Mercosul, que se aproxima de 35 mil cabeças por dia. Só neste ano, a divisão sul-americana já ampliou sua capacidade diária em 4,4 mil cabeças (cerca de 14%), com o arrendamento de cinco plantas e a compra de outras duas desde fevereiro passado.

A JBS tem, ainda, particular interesse na unidade de armazenagem de Santos, que pode estocar até 2,5 mil toneladas de produtos frigoríficos. A intenção é usar a planta como um centro de distribuição de produtos para a baixada santista.

Em relatório publicado na sexta-feira (antes da notícia envolvendo o Independência), o Barclays Capital previu que a JBS Mercosul abateria 1,5 milhão de cabeças a mais em 2012, o que significaria um acréscimo de R$ 2 bilhões nas vendas e de R$ 170 milhões no Ebitda.

Apesar disso, a instituição rebaixou sua recomendação para as ações da JBS de "equalweight" – desempenho em linha com a média do mercado para "underweight" – desempenho abaixo da média do mercado, alertando para as perspectivas negativas para a companhia nos EUA.
Fonte: Avicultura Industrial