Skip to main content

 Um painel de segurança alimentar do governo do Japão aprovou nesta quarta-feira (3) um plano para mudar as exigências de testes internos para a doença da vaca-louca, anunciou a agência de notícias Kyodo. Com isso, o gado doméstico não precisará ser testado até os 48 meses, ante os atuais 30 meses.
 
O painel de especialistas da Comissão de Segurança Alimentar, integrante do gabinete de governo, concluiu que a mudança na idade de testes para a doença não teria efeitos negativos. O novo limite será sugerido pelo painel ao Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, após consultas públicas. O ministério, então, começará a revisão de uma portaria para formalizar a mudança.
 
O primeiro caso da doença da vaca-louca no país foi relatado em 2001. O Japão começou a testar bovinos domésticos em outubro daquele ano, mas aliviou as exigências em agosto de 2005, passando a fazer testes apenas em gado com idade de 21 meses ou mais. Até agora, 36 animais foram encontrados contaminados com a doença no Japão. O último teste com resultado positivo foi em 2009.
 
Fonte: Agência Estado