O Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês), sediado em Londres, cortou sua estimativa para a produção global de grãos nesta safra 2015/16, diante de uma redução considerável nas projeções para a produção de milho no mundo. Pela nova estimativa do órgão, a safra global de grãos deverá ficar em 1,992 bilhão de toneladas, 4 milhões a menos do que o projetado em novembro, quando o IGC divulgara sua última estimativa. Em relação à safra passada, é uma redução de 2%. Apenas a estimativa para a produção de milho foi reduzida em 8 milhões de toneladas, para 959 milhões de toneladas. Se essa projeção for confirmada, a produção no mundo terá uma quebra de 5,3% em relação à safra anterior.
 
   A perspectiva mais pessimista para o milho foi compensada em grande parte pelo cenário mais positivo para o trigo. Para o cereal, o IGC elevou sua projeção de safra global em 5 milhões de toneladas, para 731 milhões de toneladas. Apesar da redução da produção total de grãos, a safra deverá encerrar com estoques mais confortáveis que em 2014/15. Pelos cálculos do IGC, os estoques de passagem de grãos ficarão em 455 milhões de toneladas, 1 milhão acima do calculado em novembro. Além de superar em 8 milhões de toneladas os estoques finais do ciclo 2014/15, o volume seria o maior em estoque em 29 anos.
 
   Por conta da produção global menor, o IGC reduziu sua projeção para os estoques finais de milho em 4 milhões de toneladas, para 196 milhões de toneladas, o que representaria uma redução de 9 milhões ante a safra precedente. 
 
Fonte: Jornal O Valor