Skip to main content

O GT Foods, um dos principais grupos processadores de carne de frango do país, informou na segunda-feira (28) que decidiu importar 90 mil toneladas de milho da Argentina para reduzir custos de produção até a chegada da próxima safra do grão.
“Será uma oportunidade para atuarmos na redução dos custos de produção, pois as embarcações chegam pelo [porto de] Imbituba (SC), tornando o frente marítimo mais atrativo e contribuindo para um valor final do milho com condições de competir com o valor praticado no mercado interno”, disse gerente corporativo de Suprimentos do GTFoods, José Carlos Ferreira Junior, em nota enviada pelo grupo.
Segundo ele, o volume total de compras de milho já realizadas no mercado interno e externo pela empresa vai atender a 70% da demanda da companhia até a entrada da safrinha de milho, em julho.
Inicialmente, o GTFoods importará um navio de 27 mil toneladas. Outros dois embarques estão previstos até o fim de maio. A empresa não detalhou em quanto o custo de produção será reduzido com a compra de milho argentino.
Desde o início do ano, o setor de proteína animal enfrenta uma aceleração no custo de milho para nutrição animal já que grande parte do grão nacional foi exportado, reduzindo a oferta interna e elevando preços.
A expectativa de representantes do setor é que o preço do milho caia a partir do segundo semestre, com a entrada da safrinha. 
O jornal Valor Econômico disse em reportagem publicada na edição de segunda-feira que outras empresas frigoríficas, como JBS e BRF, também estão ampliando as importações de milho de países vizinhos.
 
Fonte: Carnetec