A Associação Brasileira de Reciclagem Animal – ABRA recebe com muita satisfação e de braços abertos, mais um associado, a Indústria Agroquímica Braido LTDA. Localizada na Rua São Jorge, número 300 em São Caetano do Sul, São Paulo, o grupo Braido começou suas atividades na década de 30 com a coleta e industrialização dos resíduos  de origem animal.
 
Em 1951, o Sr. Nelson Braido tomou frente dos negócios da família, onde a Indústria de Agroquímica Braido passou a produzir sabão e sabonete originados do sebo e a transformar a farinha de carne e ossos em adubo orgânico.
Hoje fazem parte da produção da indústria a farinha de carne e osso, o sebo bovino, ácido oleico, ácido esteárico, ácido graxo e glicerina.  A Indústria Agroquímica Braido é uma empresa que garante a qualidade e a sustentabilidade na produção de seus produtos.
 
 Além de recolher os resíduos do abate animal e usá-los como matéria-prima na fabricação de novos produtos, o grupo Braido fez a adoção do filtro biológico, que tem a função de minimizar o odor vindo do cozimento dos resíduos de origem animal. O grupo Braido ainda economiza e reutiliza a água no processo de fabricação.
  
Segundo o Sr. Nelson Antônio Braido, diretor do Grupo, se associar a ABRA é de grande importância pela força representativa que ela traz ao setor. “Temos a ABRA como representante por que ela une forças. É uma equipe muito competente e participativa e por estar em Brasília, vejo sempre a representação da cadeia nos ministérios e órgãos públicos. A ABRA é muito importante para as graxarias”. Considera.
 
Atualmente, o grupo conta com cerca de 285 colaboradores diretos chegando a 320 indiretos. Hoje o Grupo Braido é composto da Braido Agropecuária, que atua no cultivo de grãos e pecuária de corte, a Braido Agroquímica, que é responsável pela produção de matérias-primas de origem animal e o Grupo Braido ainda comanda a Resistol, uma das maiores indústrias químicas do Brasil.