Ao falar para mais de cem empresários brasileiros e importadores de alimentos e bebidas chineses que participam de rodada de negócios promovida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Shanghai, nesta terça-feira (11), o ministro Neri Geller destacou a qualidade e a segurança da produção agropecuária do Brasil. 
 

Segundo o ministro, a garantia dos produtos do país está chancelada pela relação comercial consolidada com mais de 170 mercados em todo o mundo. "Queremos ampliar nossa pauta de negócios com este país e podemos garantir tanto a segurança alimentar da produção nacional quanto nossa capacidade de atendimento da crescente demanda chinesa por alimentos, especialmente em relação à proteína animal", afirmou Geller. 

 
Durante o encontro, o ministro foi questionado pelos importadores chineses sobre o andamento das negociações envolvendo a retirada do embargo imposto pela China à carne bovina do Brasil, em razão do caso atípico de Encefalopatia Espongiforme Bovina (BSE), registrado em 2012. 

Geller explicou que estão sendo concluídos os últimos detalhes para que as vendas sejam retomadas. "Tenho certeza que este processo se encaminha para uma solução breve, não só porque o Brasil tem um sólido serviço de inspeção de sanidade animal e vegetal, inclusive com o aval da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), mas também porque esse foi um compromisso assumido publicamente pelo presidente Xi Jinping em seu último encontro com a presidente Dilma Rousseff, no Brasil", afirmou. 

 
Nesta quarta-feira (12), Geller se reúne com empresários brasileiros que participam da feira de alimentos e bebidas Food and Hotel China 2014, que acontece em Shanghai, de 12 a 14 de novembro.
 
Fonte: MAPA