A dificuldade das indústrias de carne bovina para alongarem suas escalas de abate aumentou nos últimos dias. Segundo a Scot Consultoria, há menos oferta de boiadas de cocho. É provável que o período de maior entrega desses animais já tenha passado. Isso forçou os compradores, que testavam o mercado com preços menores, a mudarem de estratégia.
 
A estabilidade observada na maioria das praças vem da forte resistência das indústrias em ceder à pressão dos vendedores por preços maiores. Em São Paulo, apesar de existirem escalas completas por somente dois dias e demanda por carne em crescimento, ofertas maiores, mesmo de R$ 1,00 a arroba acima da referência são difíceis de ocorrer. Isso tem recuperado a margem dos frigoríficos.
 
Em Dourados (MS), apesar da valorização, ainda existem indústrias que ofertam a arroba à vista por R$ 105,00.
 
No mercado atacadista de carne bovina, o boi casado de animais castrados teve alta por três dias ao longo da última semana e acumulou valorização de 1,4% no período. Atualmente, está sendo negociado a R$ 6,85 o quilo, em média.
 
Fonte:Scot Consultoria