O protesto atraiu centenas de pessoas para a Esplanada dos Ministérios. Para chamar a atenção, os fiscais distribuíram leite.
 
A população fez uma grande fila. Dentro do caminhão, 3,5 mil litros de leite que foram comprados pelo Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários de uma cooperativa do Distrito Federal estavam disponíveis. Muitas pessoas que foram pegar o leite trabalham no Ministério da Agricultura.
 
Os fiscais federais agropecuários estão em greve há 10 dias. O Superior Tribunal de Justiça determinou a volta ao trabalho de todos os funcionários que atuam em portos, aeroportos e postos de fronteira, bem como na fiscalização de frutas para exportação e no abate de suínos, bovinos e aves. Cerca de 70% dos servidores de áreas essenciais da secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura foram obrigados a voltar ao trabalho.
 
Em todo o país, existem 3.246 fiscais federais agropecuários. O sindicato da categoria diz que está sendo feito um revezamento. Quem não cumprir a determinação está sujeito à multa de R$ 100 mil por dia.
 
O salário de um fiscal federal agropecuário hoje varia de R$ 12 mil a R$ 15.700,00, segundo o sindicato. A categoria quer reajuste salarial de 22%, concurso público e reestruturação da carreira.
 
O Ministério da Agricultura informa que está em negociação com os fiscais agropecuários e que o governo deve abrir concurso público para a contratação de 500 novos funcionários em 2013.
 
Em relação ao pedido de reajuste salarial, o Ministério disse que o tema está em discussão no Ministério do Planejamento.
 
Fonte: G1