Fiscais federais agropecuários fizeram ato público nesta segunda, dia 28, na porta da Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, na praça Mauá, zona portuária do Rio. Eles pediram a realização de concursos públicos porque, de acordo com o delegado do Sindicato Nacional dos Fiscais Federais Agropecuários, Ricardo Luiz, o governo estuda a contratação temporária de funcionários, uma prática que desvaloriza os profissionais da área.

 
O sindicalista disse que a categoria conta cerca de 3.200 profissionais. Entretanto, segundo ele, nos últimos anos os concursos serviram apenas para amenizar parte do problema ocasionado pela carência de profissionais.
 
– Os funcionários reclamam de excesso de trabalho e, com intuito de suprir muitas das deficiências, sugerimos a criação de uma escola de fiscalização agropecuária.
 
Os fiscais federais agropecuários atuam no controle sanitário de produtos da agricultura e da pecuária, incluindo os que são exportados e importados. Estão presentes em portos, aeroportos, nas fronteiras, aduanas, nos frigoríficos, nas indústrias de alimentos e bebidas, na análise laboratorial e procedência da certificação.
 
Fonte: Agência Brasil