Alinhada com tendências e novidades dos setores de produção e processamento de proteína animal, a FIPPPA – Feira Internacional de Produção e Processamento de Proteína Animal será responsável por colocar a capital paranaense como o epicentro das discussões agropecuárias nos dias 28, 29 e 30 de abril. Serão 11 mil m² de feira comercial preenchida com aproximadamente 200 expositores nacionais e internacionais, atuantes nas áreas de Genética, Equipamentos para granjas, Nutrição, Biomassa, Bioenergia, Reciclagem animal, Processamento de carne, Manejo e bem-estar animal, Soluções financeiras, Tratamento de resíduos, Economia de água, Automação para abates de animais, Desossa, Eficiência energética, Ergonomia, Redução de custos, entre outros… O que devem atrair, segundo projeção da Gessulli Agribusiness e G5 Promotrade, organizadores do evento, 20 mil pessoas em três dias de evento. "Por ser uma feira multissetorial e criadora de sinergia entre os diversos setores produtivos, a FIPPPA levará ao visitante um dos mais completos eventos do agribusiness do Brasil, do campo a mesa do consumidor. Além disso, empresas renomadas e fornecedoras das principais indústrias de proteína animal do País compartilharão experiência e novidades tecnológicas ao público", afirma a diretora da Gessulli Agribusiness, Andrea Gessulli. "O evento inaugura no País um novo conceito em feiras agropecuárias, pois uniu duas forças na organização e produção de feiras de agribusiness: a AveSui América Latina e a Tecno Food Brazil mesclando a experiência e a eficiência de quem fomenta a indústria", completa o presidente da G5 Promotrade, Rubens Zago.

Confira a lista parcial de expositores – clique aqui!

Novos Negócios
 
Muito além das empresas expositores, a FIPPPA ainda oferece serviços exclusivos aos visitantes interessados em fomentar seus negócios. Com o intuito de incentivar as exportações brasileiras de carne suína e de frango, e apresentar aos profissionais da avicultura e suinocultura uma nova opção de rentabilidade, a Secretaria das Relações Exteriores do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), ainda durante a FIPPPA, promovem o 66º AgroEx – Seminário do Agronegócio para Exportação em Curitiba (PR), O evento busca disseminar informações estratégias para exportação do agronegócio e buscar a maior integração das cadeias produtivas. Será a primeira vez que um evento com estas características é inserido em uma feira voltada para o segmento da proteína animal.

Outro ponto grande importância e visibilidade para realização de negócios para a cadeia de proteína animal será a realização do Projeto Imagem, com jornalistas estrangeiros, e do Projeto Comprador, com clientes internacionais. Esta parceria entre a Gessulli Agribusiness, Associação Brasileira de  Reciclagem Animal (ABRA) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) tem o objetivo de difundir as relações do mercado brasileiro com todas as partes do mundo.

Em sua terceira edição, a Granja Modelo de Aves e Suínos trará ao público um showroom de equipamentos modernos e de ultima geração. São bebedouros, comedouros, cortinas, pisos, isolantes térmicos, climatizadores, aquecedores, iluminação, baias coletivas e muito outros produtos. A granja modelo é uma oportunidade de conhecer os equipamentos "in loco" e tirar dúvidas diretamente com os representantes. É a melhor forma de decidir novos investimentos em equipamentos para granjas.
 
Novos Rumos
 
A representação de toda a cadeia de proteína animal na FIPPPA ditará os novos caminhos a serem percorridos pelo segmento. Além de apresentar novidades e inovações na feira expositora, o evento abrigará importantes discussões políticas e técnicas através de seminários especiais. O I Seminário de Políticas Públicas para o Desenvolvimento das Cadeias de Proteína Animal promoverá uma mesa-redonda entre as lideranças das cadeias produtivas de carnes, empresas fornecedoras de insumos, setor privado e Governo Federal, com as ilustres presenças de Francisco Turra, presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA); Marcelo Lopes, presidente da Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS); Ariovaldo Zani, vice-presidente executivo do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações); e Fernando Pereira, presidente do Grupo Agroceres.
 
Outro debate importante está inserido no workshop "Bem-Estar Animal e Consumo: Como Dialogar com Consumidores mais Informados e Exigentes". Não há dúvida que as práticas de manejo na produção de carnes influenciam cada vez mais os hábitos de consumo das pessoas. O Mapa e o World Animal Protection fomentam a discussão do tema entre especialistas e representantes do setor produtivo dentro da FIPPPA.

As discussões técnicas também terão seu espaço dentro da FIPPPA. Através do XIV Seminário Técnico Científico de Aves e Suínos, o evento apresentará as tendências da produção animal no âmbito acadêmico. Os paineis de nutrição, sanidade, ambiência, zootecnia de precisão, biomassa e bioenergia contam com a presença de renomados pesquisadores e representantes da agroindústria para difusão de conhecimento e trocas de experiências. Um espaço de discussão que propiciará o enriquecimento do debate acadêmico e do relacionamento entre dos congressistas.

Outro diferencial da FIPPPA 2015 está na programação do Pátio do Conhecimento, que abrigará palestras empresariais e o II Seminário Internacional de Ciência, tecnologia e Inovações para a Indústria de Carnes. Este, promvido pelo Centro de Tecnologia de Carnes (CTC), vinculado ao respeitado Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), nos dias 29 e 30 de abril de 2015. Destaca-se também a participação da Adapar – órgão responsável por realizar a defesa agropecuária do estado do Paraná – que coordenará duas palestras: "Ações de Inibição e combate a fraudes" e "Processamento e Tecnologia de Produtos de Origem Animal, atualidades e tecnologias acessíveis e cadeia de frio com competitividade",  unindo esforços na promoção da defesa, sanidade e  segurança alimentar dos produtos paranaenses.
 
Paraná: Números expressivos
 
A escolha do Paraná como sede da FIPPPA não pode ser considerada um acaso. O estado é sede de mais de 10 cooperativas agropecuárias, além de abrigar cerca de 40 agroindústrias. Não a toa, é o terceiro Estado no ranking nacional das exportações agropecuárias de 2014, com destaque especial para os segmentos avícola e suinícola. A avicultura paranaense, por exemplo, cresceu quatro vezes mais que a média nacional em 2014. Em 2015, o Paraná segue em destaque e detém cifras em produção e exportação que colocaram a a cadeia de aves na liderança entre os Estados brasileiros envolvidos com o segmento na frente de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, segundo e terceiro lugares, respectivamente. No segmento suinícola, os dados também impressionam. O Paraná possui o terceiro maior rebanho de suínos, atrás de Rio Grande do Sul, o segundo, e Santa Catarina, líder. O mesmo ranking é notado na produção e exportação de carne suína. Com números tão expressivos, o Paraná mostra-se como o local ideal para um evento de negócios com o porte da FIPPPA, que envolve não só a avicultura e a suinocultura, mas também toda a cadeia de proteína animal.

Expotrade

Posicionado estrategicamente na cidade de Pinhais, região metropolitana de Curitiba, o Expotrade oferece a melhor logística para a realização de feiras, convenções e shows na Região Sul do Brasil. Com 34.000m2 de área construída, sendo 23.000 m² de áreas para Exposição e 12 auditórios fixos para Convenções, o Expotrade é composto por salas multiuso e ambientes amplos que facilitam a realização de eventos dos mais variados tipos e tamanhos. O Expotrade está localizado no centro econômico da principal rota do MERCOSUL. Há apenas 30 minutos do Aeroporto e 15 minutos do Centro de Curitiba. Para ficar sabendo mais sobre o Convention Center visite: http://www.expotrade.com.br
 
Sobre a FIPPPA
 
A FIPPPA – Feira Internacional de Produção e Processamento de Proteína Animal é resultado da união das empresas Gessulli Agribusiness e G5 Promotrade, organizadoras, respectivamente, da AveSui América Latina e Tecno Food Brazil, as duas maiores feiras latino-americanos de produção e processamento de carnes. Inaugurando no País um conceito inovador, a FIPPPA é um evento completo e horizontal que congrega todos os elos da cadeia de proteína animal, da produção ao processamento, do campo à mesa. A primeira edição da FIPPPA acontece no ano que vem, entre 28 e 30 de abril, em Curitiba (PR). A feira será realizada de dois em dois anos, atendendo uma antiga reivindicação de representantes dos mercados de aves, suínos e leite e que pediam um evento coeso, completo e bienal. 
 
Fonte: Suinocultura Industrial