Washington, 31 – O surto de contaminações com bactéria salmonela que ocorreu em 23 Estados norte-americanos, deixando 93 pessoas doentes e matando pelo menos uma, está relacionado a filhotes de aves vendidos por um criatório em Ohio, afirmaram na quinta-feira os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Os pintos e patos contaminados não pareciam doentes, segundo o diretor do escritório de prevenção e combate a surtos do CDC, Ian Williams, mas a infecção pode ser transmitida pelas fezes.

A maioria dos surtos com salmonela envolve pessoas que comeram alimentos contaminados, mas a bactéria também pode se espalhar entre aves vivas quando são manipuladas, de acordo com Williams. "As crianças podem ser expostas à salmonela quando seguram, abraçam, beijam aves ou eventualmente tocam coisas do local onde os animais vivem, como gaiolas ou tigelas de ração e água", afirmou o CDC em seu site. Crianças com menos de dez anos são 37% dos contaminados recentemente.

Conforme a porta-voz do Departamento de Agricultura de Ohio, a incubadora Mt Healthy Hatcheries foi a responsável pela distribuição de animais doentes. Autoridades da empresa não comentaram. Os CDC disseram que a mesma companhia foi responsável por outro surto no ano passado. As informações são da Dow Jones.