Skip to main content

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa as indústrias das carnes de frango e suína, voltou a manifestar preocupação com o fluxo elevado de exportações de milho do Brasil, que ajuda a reduzir a oferta do grão e impulsiona os preços no mercado interno. O milho é o principal componente da ração de aves e suínos.
Em nota, o presidente­executivo da ABPA, Francisco Turra, chamou atenção para as exportações de milho do Brasil aos EUA. Os americanos, que lideram a produção mundial de milho, são os principais concorrentes do Brasil no mercado de carne de frango.
“Enquanto enfrentamos escassez por aqui, vemos situações como a dos EUA que […] vive uma ‘super’ oferta em seus silos […] ao mesmo tempo em que aumenta as importações do grão produzido no campo brasileiro, sob protesto dos produtores americanos do cereal”, disse Turra, fazendo alusão à recente matéria do “The Wall Street Journal”.
Conforme dados do Departamento de Agricultura do Estados Unidos (USDA) os americanos importarão 1,27 milhão de toneladas de milho da América do Sul na atual safra, o que representa um crescimento de 56% na comparação com o mesmo a temporada 2014/15.
 
Fonte: Valor Econômico