Diante da menor demanda de Rússia, Venezuela e Hong Kong, as exportações brasileiras de carne bovina renderam US$ 5,79 bilhões no ano passado, redução de 19% ante os US$ 7,1 bilhões reportados em 2014, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex/MDIC) compilados pela Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo).
Em volume, os embarques de carne bovina também caíram em 2015. Conforme a Abrafrigo, foram exportadas 1,361 milhão de toneladas, diminuição de 12% na comparação com o total de 1,540 milhão de toneladas exportado pelos frigoríficos brasileiros em 2014.
A redução das exportações brasileiras de carne bovina decorre principalmente da fraca demanda de três grandes países importadores: Rússia e Venezuela, em crise econômica, e Hong Kong, que sofreu com a maior fiscalização da China contra a triangulação de carnes.
De acordo com a Abrafrigo, a China vem aumentando as compras diretas de carnes. Os chineses reabriram o mercado à carne bovina in natura do Brasil em maio do ano passado e desde o segundo semestre estão entre os principais compradores da carne brasileira.
Em 2015, a China importou diretamente 97,5 mil toneladas de carne bovina do Brasil, pagando US$ 476 milhões. Por seu turno, Hong Kong importou 263,8 mil toneladas, gastando US$ 975 milhões.
 
Fonte: Valor Econômico