Skip to main content

As exportações de carne suína do Brasil registraram alta de 32 por cento em 2016, totalizando 732,9 mil toneladas embarcadas, ante 555,1 mil toneladas em 2015, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) nesta terça-feira. Embora o consumo interno tenha caído, influenciado pela crise econômica no Brasil, a forte demanda externa garantiu bons resultados para o setor.
"Neste contexto, foi altamente positivo o crescimento da participação de Hong Kong, da China e de países da América do Sul no total exportado, diminuindo a dependência sobre as vendas para a Rússia", afirmou em nota o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra. A receita proveniente das exportações também cresceu, para 1,483 bilhão de dólares em 2016, 16 por cento acima da receita obtida em 2015.
Para 2017, a expectativa é que as exportações para o Leste Europeu, Ásia e alguns países da América do Sul continuem em um bom ritmo. Também é esperada a abertura das exportações para a Coreia do Sul, que está em sua fase final, segundo o vice-presidente de mercados da ABPA, Ricardo Santin.
 
Fonte: Reuters