O número de animais de estimação nos Estados Unidos alcançou um recorde, com 78 milhões de cães e 86 milhões de gatos em 65% das famílias, de acordo com a Associação Americana de Produtos para Pets (APPA). 
A APPA disse que 80 milhões das famílias nos Estados Unidos possuem um animal de estimação, incluindo 8 milhões que são novos proprietários de pets. Trinta e três por cento das famílias minoritárias agora têm um cão ou um gato, também um recorde.
A alta taxa de animais de estimação significa que as vendas de alimentos para pets continuarão aumentando. O Packaged Facts estima que as vendas de alimentos para animais de estimação nos Estados Unidos aumentaram 16% de 2015 a 2018, alcançando US$ 33 bilhões. O Packaged Facts disse que os alimentos refrigerados/congelados para cães e gatos e petiscos para gatos lideraram os ganhos em volume em 2014. O mercado de produtos globais de cuidados com pets foi de US$ 90 bilhões em 2014, de acordo com o Euromonitor.

Nos Estados Unidos em 2014, 95% dos proprietários de cães compraram alimentos desidratados, 37% compraram alimentos úmidos, 34% compraram ambos e 78% compraram biscoitos/petiscos. Noventa e cinco por cento dos proprietários de gatos compraram alimentos secos, 51% compraram alimentos úmidos, 47% compraram ambos e 44% compraram petiscos. Os produtos premium representaram 42% das vendas de alimentos para pets.

Cinquenta e dois por cento dos proprietários de animais de estimação disseram que estão buscando alimentos para pets sem subprodutos, 50% estão buscando produtos naturais e 47% estão buscando carne de verdade como ingrediente número 1. As tendências mostram que os proprietários de animais de estimação estão buscando sabores e texturas diferentes e atrativas para os animais, como molhos, sucos, queijos e bacon.
 
A reportagem é do http://www.petfoodindustry.com, traduzida e adaptada pela Equipe Nossa Matilha.