A referência para o boi gordo ficou em R$ 97,50/@, à vista, e R$ 99,00/@, a prazo, na terça, dia 19, segundo levantamento da Scot Consultoria divulgado nesta quarta, dia 20. Boa parte das indústrias paulistas buscava animais para sexta, dia 22, e segunda, dia 25.

A desova de animais em função da seca continua a pressionar o mercado no oeste da Bahia. Desde o início deste mês, o preço do boi gordo recuou 5,1%. As cotações no atacado de carne com osso estão estáveis. A demanda não tem dado sinais de melhora e os estoques de carne estão relativamente abastecidos.

O boi casado de animais castrados está cotado em R$ 6,22 o quilo. Na comparação com o mesmo período do mês anterior, a queda é de 2,1%.
 

Mercado de reposição tem queda em MG

 

Segundo dados da Scot, os preços dos animais de reposição em Minas Gerais continuam em queda. O boi magro (12@) e o garrote (9,5@) desvalorizaram 1,0% e 1,1%, respectivamente, na comparação com a semana anterior. Estes estão cotados em R$ 1.040,00 e R$ 860,00 por cabeça, nesta ordem.

As categorias mais jovens, bezerro de ano (7,0@) e bezerro desmamado (5,5@) também tiveram reduções de 1,5% e 1,8% nos preços, estão cotados em R$660,00 e R$540,00/cabeça, respectivamente.
 
Fonte: Scot Consultoria/ Canal Rural