Skip to main content

A equipe ABRA apresentou à Diretora do DIPOA, Ana Lúcia Viana e equipe DIPOA, pontos de risco de instabilidade jurídica a todo o setor de reciclagem animal.

Esses pontos foram detectados quando um AFFA, em processo de auditoria, aplicou a Instrução Normativa 04 de 2007 a uma empresa associada, fato que acabou gerando uma profunda avaliação do caso ao Comitê de Crise ABRA (CCA).

O foco principal da reunião foi garantir a estabilidade das operações mostrando que os Programas de Autocontroles implantados pela Instrução Normativa 34 de 2008 devem ser os balizadores em processos de auditoria por parte dos AFFAs.

A reunião foi muito produtiva e positiva. Como encaminhamento, a ABRA apontará ao DIPOA, no decreto de alimentação e normativas complementares vigentes todos os pontos de inconsistências e divergências seja com o marco regulatório do setor (IN34/2008), seja com as características produtivas intrínsecas ao setor de reciclagem animal. O principal objetivo deste trabalho é a garantia de estabilidade jurídica das empresas perante o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA
Marcelo Lara, jornalista – Consultor de Comunicação