SÃO PAULO – O volume maior das vendas de carne bovina do Brasil em abril ajudou a compensar em parte a queda observada nos preços da commoditiy em relação ao mesmo mês do ano passado, mostram dados do Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta quarta-feira.

As vendas de carne bovina no mês passado somaram 69,2 mil toneladas, ou 3 por cento maior que as 67,1 mil toneladas embarcadas em abril de 2011.

Apesar do incremento ante o ano passado, o setor teve pequeno recuo ante 69,8 mil toneladas embarcadas em março.

A receita no período somou 343 milhões de dólares, ligeiramente superior aos pouco mais de 340 milhões de dólares apurados tanto em março deste ano como abril de 2011.

O preço médio da tonelada exportada de carne bovina ficou em 4.955,40 dólares em abril de 2012, queda de 2,4 por cento ante abril do ano passado, mas 1,4 por cento superior ao registrado no mês anterior.

CARNE SUÍNA

As vendas de carne suína do Brasil recuaram 6 por cento versus abril do ano passado, somando 41,4 mil toneladas. Mas tiveram pequeno incremento em relação a março, quando os embarques somaram 40,6 mil toneladas.

O setor sofreu baixas recentemente com as restrições do governo argentino, que limitou a emissão das licenças de importação, o que na prática restringiu as vendas brasileiras para o país vizinho. Os dois países buscam solução para o impasse.

O levantamento do Secex mostrou ainda uma queda mais expressiva na receita de quase 15 por cento, para 113,3 milhões de dólares.

O preço médio da tonelada embarcada recuou de cerca de 3 mil dólares em abril do ano passado, para 2.734 mil dólares no mês passado. O valor, porém, é ligeiramente superior ao mês anterior.

(Reportagem Fabíola Gomes)

Fonte: Agrolink