Skip to main content

Desde a última semana, a ABRA vem trabalhando de perto com a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) em uma solicitação que será enviada pelas entidades a SFA-MT do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A agenda envolveu reuniões entre o presidente Executivo da ABRA, Decio Coutinho, as entidades e representantes do DSA/MAPA.

O objetivo da conversa, na semana passada (15), com os representantes da Famato e da Acriamt, foi estruturar um pedido de procedimento que viabilizará a destinação de carcaças de bovinos apreendidas em processos de fiscalização na fronteira com a Bolívia. Por se tratarem de animais sem origem  e sem a documentação específica, esses resíduos não seguem para a cadeia da alimentação humana – mas poderiam receber um destino ambientalmente correto por meio do trabalho das indústrias de reciclagem animal, ao serem transformadas em farinhas e gorduras de origem animal.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA
Luísa Schardong, jornalista, MTB/RS 0018094