Skip to main content

Em 2015, a expectativa é de conforto na oferta de biodiesel, manutenção da proximidade de preços entre o biocombustível e o diesel mineral e aprofundamento das discussões sobre um novo marco regulatório para o setor.
 
No caso da oferta, estima-se que sejam produzidas 7,5 milhões de toneladas de óleo de soja no Brasil, matéria-prima que, juntamente com as gorduras animais, os óleos de algodão e de fritura e outras fontes, comporá a base para a produção de mais de 4 bilhões de litros de biodiesel no ano.
 
Em se tratando de preços, tem havido sustentação de patamares baixos no que tange ao biodiesel e elevação dos valores do diesel mineral. Comparando-se os preços médios de 2014 aos de 2013, o combustível renovável apresentou uma queda de 5,7%, enquanto seu par fóssil subiu 9,4% na refinaria.
 
Novo marco regulatório – Este ano também se mostra propício para que sejam aprofundadas as discussões sobre o novo marco regulatório do biodiesel, instrumento que trará previsibilidade de longo prazo e segurança jurídica para investimentos em um setor que gera empregos, aumenta o PIB, insere o produtor rural e propicia benefícios ambientais aos brasileiros. A produção de biodiesel está madura, pronta para elevar sua participação e responsabilidade na matriz energética nacional.
Desempenho recorde em 2014 – O mercado de biodiesel apresentou desempenho recorde em 2014, quando foram consumidos 3,27 bilhões de litros misturados ao diesel mineral. Em termos percentuais, o mercado cresceu quase 15% em relação a 2013.
 
Tal trajetória aponta para pelo menos dois fatores de destaque: primeiro, mostra o compromisso do Brasil no sentido de apoiar um importante elo da agroindústria, gerando mais riqueza e impulsionando o uso de um combustível limpo e renovável. 
 
A promulgação da Lei 13.033/2014 (adição de 7% a partir de 1º de novembro de 2014) não só tornou o país menos dependente do diesel fóssil importado, como também trouxe ao mercado maior racionalidade econômica. Em segundo lugar, destacam-se as usinas de biodiesel, que, novamente, mostraram comprometimento e agilidade na produção e entrega de biodiesel ao consumidor brasileiro.
 
Usinas: Entregas de biodiesel no Brasil – 2008 a 2014
 
 
  
Fonte: Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis
Fonte: ANP/ Revista Óleos e Gorduras.