O diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (DSA/Mapa), Guilherme Marques, foi reeleito, por unanimidade, Presidente da Comissão Regional da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para as Américas, por mais três anos. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (29) durante a reunião mundial da entidade, que aconteceu em Paris. 
 
 
De acordo com Guilherme Marques, a reeleição é importante para “fortalecer a posição do Brasil e dos países das Américas junto à OIE na defesa dos interesses da região, no que concerne à preservação da saúde pública e dos animais e também do acesso aos mercados mundiais”.
 
 
Guilherme Marques já foi presidente da Comissão Sulamericana da Luta contra a Febre Aftosa (Cosalfa, que envolve todos os países da América do Sul) e também do Comitê Veterinário Permanente do Cone Sul (Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai, Chile e Bolívia).
 
 
Organização
 
 
A OIE, da qual o Brasil é membro fundador, dispõe de cinco comissões regionais para tratar dos problemas específicos dos países membros em diferentes regiões do mundo. Estas comissões são consideradas órgãos institucionais representativos da OIE de pleno direito na região. 
 
 
Cada Comissão Regional organiza uma conferência bienal em um dos países da região. Nesses encontros, são tratados tópicos técnicos e de cooperação regional para o controle de doenças animais. Elas podem, ainda, organizar programas regionais para fortalecer a vigilância e controle das principais doenças e também apresentar recomendações à Assembleia Mundial de Delegados, em estreita colaboração com estas Representações Regionais da OIE.
 
 
Os oficiais (presidente, vice-presidentes e secretário-geral) das Comissões são eleitos a cada três anos. As reuniões desses grupos servem para definir as linhas estratégicas para os continentes e são preparatórias ao tradicional encontro mundial da Organização, que ocorre sempre no mês de maio de cada ano.
 
 
Fonte: MAPA