Produtores do Estado de Mato Grosso reduziram a intenção de confinar gado neste ano. O custo é um dos fatores que mais pesam na tomada de decisão. Os dados foram divulgados nesta quarta, dia 28, pela Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat). O confinamento de gado deve diminuir 9,5% em 2013 na comparação com o ano passado. Passando de 792 mil para 717 mil cabeças neste ano.

O custo de produção e o preço para aquisição dos animais são os responsáveis pela redução no Estado. O levantamento, elaborado pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária mostra que a queda é observada em quase todas as regiões no Estado. No nordeste do Estado, por exemplo, a redução deve ser de 22%. Os produtores do sudeste, oeste e médio-norte de Mato Grosso também devem diminuir a intenção de confinamento.
 
Por outro lado, deve haver aumento nos confinamento do centro-sul, noroeste e norte do Estado. Segundo a Acrimat, a previsão de confinamento neste ano indica que os pecuaristas mato-grossenses estão mais cautelosos em investir na atividade.
 
Fonte: Rural BR