Abaixo, alguns dos destaques desta edição:
 
A corrente de comércio Brasil-China totalizou US$ 42,5 bilhões, indicando uma queda de 14% em relação ao mesmo período do ano anterior.
 
As exportações brasileiras para a China apresentaram um declínio de 19%, enquanto as importações advindas do país asiático tiveram queda de 7%.
 
O saldo comercial entre os dois países encerrou os primeiros sete meses de 2015 com US$ 2,6 bilhões favoráveis ao Brasil
 
As transações comerciais referentes apenas a julho somaram US$ 7,3 bilhões, valor 1% maior se comparado ao mesmo mês do ano passado. As exportações brasileiras somaram US$ 4,1 bilhões, indicando queda de 1%, e as importações, US$ 3,2 bilhões, valor 3% maior do que o registrado em 2014.
 
Após a reabertura do mercado chinês às exportações de carne bovina brasileira, estabelecida e negociada entre maio e junho de 2015, foram exportadas 15 mil toneladas de carne bovina congelada para a China, resultando em vendas que chegaram a US$ 77 milhões.
 
Clique aqui para acessar a publicação.