O diretor de Operações e Abastecimento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Marcelo de Araújo Melo, esteve presente nesta terça-feira, 3 de setembro, na Câmara dos Deputados, para participar das discussões sobre a Lei 12.619/2012. A Lei do Caminhoneiro, como é conhecida, trata do exercício da profissão de motorista de cargas e determina, entre outras itens, que o caminhoneiro seja obrigado a cumprir período de descanso de 11 horas a cada 24 horas de trabalho.

 
Segundo Marcelo de Araújo Melo, que representou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na reunião, a nova lei tem influenciado diretamente o trabalho de abastecimento da Conab. Além do preço do frete ter sofrido um aumento de 30%, um caminhão de carga que antes rodava dez mil quilômetros, passou a rodar sete mil quilômetros.
 
O diretor lembrou o interesse do Mapa em tratar o assunto e acrescentou que essa é uma boa oportunidade de discutir melhorias. “A discussão é muito bem vinda e a sua continuidade é uma oportunidade para aperfeiçoar a lei”, acrescentou ele.
 
Fonte: Avicultura Industrial