Segundo a CNA, a regulamentação do novo Código Florestal visa atender as necessidades dos produtores rurais e do poder público, sendo que o setor produtivo vai poder registrar dados ambientais de suas propriedades, inclusive informações sobre reserva legal e área de preservação permanente (APP). Já o poder público terá, pela primeira vez, dados georreferenciados das 5,175 milhões de propriedades rurais do país.
 
Onze estados possuem sistemas próprios para registro de propriedades no CAR, mantendo-se então o modelo atual. Estados que não possuam sistemas eletrônicos de cadastramento poderão utilizar o Módulo de Cadastro Ambiental Rural, que será disponibilizado gratuitamente pelo MMA.
 
Fonte: CNA, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.