Foi descoberto o primeiro caso de encefalopatia espongiforme bovina (EEB), a doença da “vaca louca”, após um período de recesso. Desde 2009 não eram encontrados casos de EEB no país.
 
 
O caso foi descoberto em uma vaca de corte de 10 anos por meio de testes de rotina no abate. Vale ressaltar que a Alemanha requer testes de EEB em bovinos que vão para o abate com mais de oito anos de idade.
De acordo com um artigo na Food Safety News, oficiais determinaram que o caso é da forma atípica “Tipo L” de EEB, que raramente se desenvolve espontaneamente em animais mais velhos. A carne bovina do animal não entrou na cadeia de fornecimento de alimentos.
 
 
Após a detecção, médicos veterinários estão testando crias e outros animais do mesmo rebanho dessa vaca infectada, visando compreender a causa.
 
 
A Alemanha detectou 312 casos de EEB desde seu primeiro, em 2000. O Reino Unido reportou 183.000 casos e os Estados Unidos registraram quatro.
 
 
 
Fonte: Drovers, traduzida e adaptada pela Equipe BeefPoint.