Não que o resultado se reflita no desempenho anual, até agora modesto (em 10 meses, menos de meio por cento de aumento na receita cambial).

 
De toda forma, em outubro passado as carnes obtiveram a melhor receita cambial de todos os tempos, com ganhos de 11,98% e 13,81% sobre, respectivamente, o mês anterior e o mesmo mês do ano passado. O recorde superado mantinha-se desde setembro de 2008, vésperas da eclosão da crise econômica mundial e mês em que as carnes brasileiras obtiveram receita cambial de US$1,175 milhão.
 
A contribuição principal para esse resultado veio das carnes suína e bovina. Mas a carne de frango também deu a sua contribuição para o bom desempenho do mês.
 
Em outubro, as três carnes continuaram registrando recuperação de preços. Mas comparativamente ao mesmo mês do ano passado só a carne de frango registrou recuperação. Assim, o que proporcionou o bom resultado de outubro foi o aumento significativo de volume das carnes suína e bovina em relação a outubro de 2011.

 
Fonte: Avisite