A J&F Investimentos, holding que controla a JBS, anuncia nesta quarta-feira (20) a compra do Canal Rural, emissora de televisão especializada no agronegócio que nos últimos 16 anos fez parte do Grupo RBS.
 
 
"Com a aquisição deste importante veículo de comunicação, a J&F mantém sua estratégia de investir em empresas com potencial de crescimento, ao mesmo tempo em que estreita sua relação com o agronegócio, já estabelecida por meio de suas empresas", afirmou a J&F, em comunicado.O valor do negócio não foi informado pelas empresas.
 
 
Segundo a J&F, o Canal Rural consolidou-se nos últimos anos como importante meio de comunicação dirigido aos produtores rurais e profissionais do setor. O comunicado afirma que a emissora é o canal com maior alcance e audiência do segmento, com aproximadamente 110 milhões de telespectadores potenciais, e pioneiro e líder na transmissão de leilões, cobrindo mais de 400 eventos por ano em todas as regiões do país.
 
 
Segundo reportagem publicada nesta quarta-feira no site do Canal Rural, a empresa atingiu em 2012 um faturamento de R$ 50 milhões. A programação do Canal Rural é transmitida pela Net, Sky, Claro TV, antena parabólica e pela internet, no site da emisssora.
 
 
“Estamos extremamente satisfeitos com essa aquisição. Sem dúvida, o Canal Rural é o melhor ativo do setor e irá agregar muito para o nosso grupo, que já tem uma importante atuação no agronegócio brasileiro”, afirmou, em comunicado, Joesley Batista, presidente da J&F.
 
 
Segundo o Grupo RBS, o contrato foi assinado nesta quarta-feira, em São Paulo. "Com esse movimento, o Grupo RBS atuará alinhado ao seu projeto estratégico, que tem como focos de investimento e expansão os veículos de comunicação no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina e, nacionalmente, os negócios digitais e a educação executiva", afirmou o grupo.
 
 
“A oferta da J&F, reconhecida pela visão de longo prazo para o desenvolvimento do meio rural, veio ao encontro dos objetivos de ambos os grupos”, destacou Eduardo Sirotsky Melzer, presidente executivo da RBS, no comunicado divulgado pela J&F.
 
 
Além da processadora de carnes JBS e do Canal Rural, o portifólio da J&F inclui também as empresas Vigor (produtos lácteos), Flora (cosméticos e limpeza), Eldorado (celulose); Banco Original (instituição financeira voltada ao agronegócio), e Oklahoma e Floresta Agropecuária (setor de agronegócios).
 
 
Fonte: Globo Rural