O Brics (Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul), com o intuito de minimizar os efeitos negativos das alterações climáticas na segurança alimentar, assinou acordo na última semana na África do Sul, o qual prevê iniciativas de cooperação para fomentar a produção de alimentos com menor dependência dos efeitos climáticos.

A ideia é conseguir um rápido e consistente conhecimento desde os calendários de cultivos até a introdução de práticas sustentáveis e material genético, baseado na biotecnologia para garantir produtividade e volume de oferta adequado com as demandas da população mundial.

Durante o encontro, o ministro brasileiro da Agricultura, Antônio Andrade, ressaltou os trabalhos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no desenvolvimento de pesquisas sobre os impactos das mudanças climáticas na pecuária e nos grãos. Que ajudam a amenizar os efeitos do clima sobre o cultivo, como alteração da data de semeadura, variação das espécies das sementes e técnicas de irrigação e de sombreamento.

Bem como a conversão de pastagens degradadas ou de baixo rendimento em sistemas integrados com lavouras e florestas, gerando efeito positivo no convívio com temperaturas mais elevadas.
 
Fonte: Agrolink