Skip to main content

Na última semana (24), o Brazilian Renderers realizou videoconferência com a Embaixada do Brasil na Rússia. Em pauta, os próximos passos no processo de abertura do mercado russo para a reciclagem animal brasileira.

Ainda no início de novembro, o Brasil recebeu a confirmação oficial de que a União Eurasiática aceitou a proposta brasileira de modelo de certificado para exportação de farinhas e gorduras de origem animal. Uma parceira entre ABRA e Apex-Brasil, o Projeto Brazilian Renderers teve importante contribuição com a abertura.

Na reunião, o grupo discutiu perspectivas do Brazilian Renderers em relação ao mercado da Rússia e a habilitação de plantas de estabelecimentos brasileiros para exportação, além da participação do Projeto em futuros eventos em solo russo.

A reunião envolveu o Embaixador do Brasil na Rússia, Rodrigo Baena Soares; o adido Agrícola, Rafael Guimarães Requião; o assessor Hugo Lins; além de Almir Américo, do escritório regional da Apex-Brasil em Moscou. Participaram também o presidente Executivo da ABRA, Decio Coutinho; o analista de Inteligência Comercial da Associação, Lucas Portela; e o gestor do Projeto Brazilian Renderers na ABRA, Juliano Hoffmann.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação ABRA
Luísa Schardong, jornalista, MTB/RS 0018094